"As pessoas te pesam? Não as carregue nos ombros. Leva-as no coração."

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Quem somos

É triste perceber como a frivolidade tomou conta das relações, sejam elas afetivas ou profissionais. Fala-se o que se deve, não o que sente. Mostra-se o que é mais útil, não o que revela mais os esconderijos bonitos de toda alma.
E não revelamos sequer a nós mesmos quem somos, ou, pior, temos preguiça de procurar em nós quem somos. E por isso não somos. Não por uma decisão de Deus, mas por uma teimosia humana em aparentar apenas o que agrada. Que necessidade é essa de agradar o tempo todo?
As comédias revestem-se de grandeza quando revelam no riso e na dor as quimeras da humanidade. Rimos porque vemos quanto somos gente, e não semideuses. Quanto somos povo, e não príncipes e princesas de contos imaginários. Não há perfeição, meu amigo. Há manias, idiossincrasias, bobagens que colecionamos, mas que fazem parte de nós. Fomos construindo paulatinamente e chegamos até aqui. Até aqui, onde? Sem essa pergunta, mesmo que sem resposta, como prosseguir?

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Faça valer a pena

Seria tão diferente se as coisas que gostamos não terminassem de repente; e se os momentos da vida durassem para sempre; se cada sorriso no rosto fosse pleno e quando chorássemos fosse só alegria; se cada abraço fraterno fosse imortalizado e cada conversa fosse gravada minuciosamente; se as amizades fossem multiplicadas e os desentendimentos esquecidos no próximo segundo, se os amores de nossas vidas fossem eternos e se nossos irmãos nunca partissem. Mas a vida é diferente e deve ser vivida plenamente. 
Cada dia é uma historia; cada passo uma conquista e cada pedra no caminho é uma forma de amadurecimento. 
E, mesmo que o tempo passe, e que as coisas mudem, é olhando para trás que nos damos conta que simplesmente vivemos !!!!
FAÇA VALER A PENA!!!


sábado, 28 de agosto de 2010

Uma pequena e grande oração





Pai,
Antes de pedir, quero agradecer-lhe pela vida e por tudo de divino que nela tem.


Peço-lhe que coloque as mãos sob minha cabeça, e abençôe-me;
Peço-lhe que Jesus me dê as mãos e caminhe comigo para me proteger e me dar os sinais de caminhos que devo seguir;
Peço-lhe que o Espírito Santo me inunde com sua luz divina, que essa luz entranhe em mim trazendo saúde, paz e entusiasmo para viver.
Pai, esteja à minha frente para me iluminar, esteja atrás para me proteger e esteja ao meu lado para me amparar! Amém! 

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Milagre da vida


As vezes ouço passar o vento;
e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido.
Só de respirar, e sentir o ar entrar vale a pena ter nascido.
Só de ter um corpo, que sinto, que movimento, vale a pena ter nascido.
Nascer aqui é tornar concreto o toque, o vento, o infinito e o silêncio.
Nascer aqui é ser mundano tendo espírito.
É usar o espírito para sentir com o corpo.
É usar o corpo para fazer amor.
E é usar a alma para amar além do espírito.
De estar aqui, e que vai além, além de onde não sabemos, mas sentimos existir.
É ter no ventre uma vida, e ver que da vida nasce a vida.
Mas que tudo isso aí tem uma única explicação,
que é de um milagre que se começa então ....

Silmara Cardoso Trindande

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Vida de meias porções



Um texto muito interessante de Danuza Leão, que retrata bem nossas algemas e os rótulos que a sociedade impõe.


Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir sorvete de sobremesa,contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente uma bolinha minúscula do meu sorvete preferido.
Uma só.
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.

O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.
Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.
conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').

Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta./

Tem vontade de ficar em casa vendo um dvd, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar./

E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar', tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...

Às vezes dá vontade de fazer tudo “errado”.
Deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos.
Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo.
Um dia...
Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga: cinco bolas de sorvete de chocolate...
Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago.

Danuza Leão

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Esperar - Necessidade vital


Na livraria, local onde me sinto no paraíso, ao pagar a conta de um papel de seda para embrulhar um presente para uma amiga recebi um pequeno resumo do livro" carta entre amigos" do Padre Fábio de Melo e Gabriel Chalita.
Me apaixonei...

Um trecho que amei:

"Esperamos como necessidade vital. Esperamos o amanhecer. Esperamos o entardecer. Esperamos a demorada cicatrização da incômoda ferida. Esperamos um amor. Esperamos compreensão. Compreensão apenas, amigo. Guimarães Rosa dizia que ‘esperar é reconhecer-se incompleto’ ”
É na consciência de nossa incompletude que a espera ganha mais significado. O futuro existe.
Esperamos uma humanidade mais evoluída em que os direitos mínimos dos humano, sejam respeitados. Uma humanidade fraterna."

"Chalita e padre Fábio resgatam na sabedoria mais que milenar da literatura das reflexões confortantes que aliviam a aparente desesperança de viver no século XXI. Assim, pensam eles, "perder" tempo com a beleza de um poema ou com a simplicidade maravilhosa do por do sol é um ganho incomensurável, ainda que não possa haver qualquer maneira de mensurá-lo materialmente."


sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Silenciar


O Silêncio muitas vezes é uma atitude de nobreza....


“Silenciar sobre os defeitos dos outros é caridade
Silênciar sobre sua própria pessoa é humildade.
Silenciar diante do sofrimento alheio é covardia.
Silenciar quando o outro está falando é delicadeza.
Silenciar quando o outro espera uma palavra é omissão.
Silenciar quando não há necessidade de falar é prudência”.

De acordo com Carlos Drumond de Andrade, antes do nascer da palavra há sempre um sabor de silêncio que precisa ser sorvido.

Padre Fábio afirma: A boa palavra se alimenta de silêncios e pausas.
"Não gosto de respostas apressadas. Tenho medo de dizer, sem dizer, afinal, que o que há de mais precioso nesta vida costuma ser vivido e experimentado a paritr do silêncio frutuoso...


sexta-feira, 30 de julho de 2010

Descobri













Descobri que a razão não me barra o sentimento.Que o que vem de dentro simplesmente tem seu grito abafado por certezas mundanas.Que o espírito não descansa até poder gritar e vê-se livre dos arreios impostos pela sociedade.Que a consciência deve ser tratada com esmero e atenção, pois é dela que vem a força para seguir contra a correnteza...Que é nela que está gravada a senha do cofre dos bons valores e é a partir dela que a alma vira pássaro e, sendo ave, voa rasante por novos mundos...


quarta-feira, 28 de julho de 2010

Soneto V – Cláudio Manuel Da Costa


Se sou pobre pastor, se não governo
Reinos, nações, províncias, mundo, e gentes;
Se em frio, calma, e chuvas inclementes
Passo o verão, outono, estio, inverno;

Nem por isso trocara o abrigo terno
Desta choça, em que vivo, coas enchentes
Dessa grande fortuna: assaz presentes
Tenho as paixões desse tormento eterno.

Adorar as traições, amar o engano,
Ouvir dos lastimosos o gemido,
Passar aflito o dia, o mês, e o ano;

Seja embora prazer; que a meu ouvido
Soa melhor a voz do desengano,
Que da torpe lisonja o infame ruído.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Alguns conselhos






1 - Caminhe de 10 a 30 min. todos os dias. Enquanto caminha, sorria.
2 - Fique em silêncio pelo menos 10 min. cada dia. Se necessário a sós.
3 - Escute boa música todos os dias, é um autêntico alimento para o espirito.
4 - Ao levantar pela manhã diga o seguinte: Meu propósito hoje é...
5 - Viva com os 3 E's...Energia, entusiasmo e empatia.
6 - Divirta-se mais do que no ano passado.
7 - Leia mais livros que no ano passado.
8 - Olhe para o céu pelo menos uma vez ao dia, leve em conta a majestade
do mundo em torno de você.
9 - Sonhe mais enquanto está acordado.
10 - Coma mais alimentos naturais como, frutas e verduras e
menos alimentos industrializados e os que requer sacrifício.
11 - Experimente tratar bem pelo menos três pessoas por dia.
12 - Elimine a desordem da tua casa, do carro, do escritório e deixe que
uma nova energia flua em sua vida.
13 - Não gaste seu precioso tempo em fofocas, coisas do
passado, pensamentos negativos e coisas fora do seu controle. É melhor
investir sua energia em coisas positivas.
14 - Sorria mais.
15 - Não deixe passar a oportunidade de
abraçar quem você aprecia.
16 - Não se cobre tanto. Não faz bem.
17 - Você não tem que vencer todas as discussões. Demonstre que
não está de acordo e aprenda com os outros.
18 - Não compare sua vida com a dos outros. Não tem ideia do
caminho que eles andaram.
19 - Ninguém é responsável pela sua felicidade, exceto você mesmo.
20 - Aprenda algo novo sempre
21 - O que os outros pensam de você não importa.
22 – Aprecie seu corpo e desfrute-o.
23 - Não importa quão boa ou ruim é a situação, mude-a se necessário.
24 - Seu trabalho não vai se preocupar se está doente. Seus amigos sim.
Fique em contato com eles.
25 - Descartar qualquer coisa que não seja
útil, bonito e divertido.
26 - Inveja é um desperdício de tempo. Você já tem tudo que necessita.
27 - O melhor está para acontecer
28 - Viva com plenitude do seu ser.
29 - Lembre-se de que você é muito abençoado para estar estressado.
30 - Aproveite a viagem. Enquanto você pode.






.

Oração para espantar a culpa


Senhor,

Peço perdão por muitas vezes quando me falta compreensão, acaba me faltando paciência; que por muitas me falta a paciência de tentar compreender; que por vezes falo mais do que devo. Senhor perdoe-me por querer ser perfeita, mas eu e você sabemos que não sou. Me ajude a não me culpar tanto mais por coisas que sempre acho que tenho que fazer; Socorro pai. Preciso me livrar de toda e qualquer culpa. Preciso aceitar que sou humana, que não sou perfeita. Me dê sinais para que eu possa dar permissão para essa parte que me persegue com a culpa e deixá-la partir para bem longe de mim. Pai, me ajude a dizer não, mas com sabedoria. Ajude-me a ser justa comigo e com quem amo. Me ajude pai, a amar-me e respeitar-me como uma filha especial que sei que sou.

Obriada pai.

Silmara Cardoso Trindade

terça-feira, 13 de julho de 2010

Miss imperfeita


Miss Imperfeita !!!

Sou a miss imperfeita, muito prazer.
uma imperfeita que faz tudo o que
precisa fazer, como boa profissional,
mãe e mulher que também sou:
trabalho, ganho minha grana,
vou ao supermercado, decido o cardápio,
levo e trago filhos do colégio, almoço com eles,
estudo com eles, telefono para minha mãe todas
as noites, procuro as amigas, viajo, vou ao cinema,
pago minhas contas, vou ao dentista, e as unhas! e,
entre uma coisa e outra, leio livros.

Portanto, sou ocupada, mas por mais
disciplinada que eu seja, aprendi duas
coisinhas que operam milagres.
primeiro: a dizer não. segundo: a não
sentir um pingo de culpa por dizer não.
culpa por nada, aliás.culpa zero.

Quando você nasceu, nenhum profeta
entrou na maternidade e lhe apontou
o dedo dizendo que você seria modelo!
seu pai e sua mãe, acredite,
não tiveram essa expectativa:
tudo o que desejaram. É que você
não chorasse muito e mamasse direitinho.

Você è humildemente, uma mulher.
e, se nâo aprender a delegar,
a priorizar e a se divertir,
bye-bye vida interessante.
porque vida interessante
nâo é ter a agenda lotada,
não é topar qualquer projeto
por dinheiro, nâo é atender a todos...
É ter tempo. tempo para fazer nada.
tempo para fazer tudo.
tempo para dançar sozinha na sala.

Tempo para sumir dois dias com seu amor.
tempo para uma massagem. tempo para ver a novela.
para procurar um abajur novo para seu quarto.
tempo para voltar a estudar.
para engravidar.
tempo, principalmente, para descobrir
que você pode ser profissional
sem deixar de existir.
existir, a que será que se destina?
destina-se a ter o tempo a favor,
e não contra.

Portanto, não queria sair por
ai batendo records...PENSE NISSO!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Eu ... Assim ....


A minha estrela, não corro atrás dela, busco encontrá-la no meu coração, com coisas que me realizam, me engrandecem. Acredito que todos nós temos algumas estrelas. Estrelas são nossas conquistas, são tudo aquilo que nos faz feliz, são o que nos motivam. Algumas temos que trabalhar para tê-las, outras caem de pára-quedas na nossa cabeça. Hoje tenho algumas estrelas enviadas por Deus – Meu filho, meu marido, minha família, minhas amadas amigas, meu trabalho, minha paixão por escrever, meu lar de amor e respeito, onde o céu é amplo e estrelado.

Meu pai me dizia que temos que ter audácia e ganância. Audácia talvez eu tenha com aquilo que amo, mas ganância? Ganância nunca tive. Sou adepta do simples. Deus nos criou para usufruirmos da terra para nos alimentarmos, e para nos amarmos. Não me identifico com essa modernização completa, com essa globalização extrema, com o consumismo moderno e exagerado, com a correria e a loucura do dia a dia... Mas me divirto bastante com a velocidade das informações, não vivo sem internet e meus blogs.
Minha busca maior é saber viver. Saber usufruir da vida como Deus almejou para nós.
É não perder momentos e ser feliz.

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Saudade de um momento


Estou com saudade
Do brilho do sol
Da luz das estrelas
Do luar do sertão.

Estou com saudade
Do murmúrio do vento,
De chuva no telhado
Em noites de verão.

Estou com saudade
Do cheiro da terra
Do mato orvalhado
Do perfume das flores.

Estou com saudade
Do vôo da gaivota
Do canto dos pássaros
Do colibri, dos beija-flores.

Estou com saudade
Do riacho correndo
Da cachoeira gemendo
Dos prados, dos campos.

Estou com saudade
Da alegria de ser...
É... estou com saudade
Saudade de você.

(Joel de Mesquita)

Vidinha gostosa


O simples está em nós ?? ....

Quando viajo de carro, adoro olhar as cidadezinhas na beira da estrada com aquelas casinhas pequenas, com chaminé, com varal e algumas roupas penduradas, com um campo verde, e quem sabe algumas vacas, com vasinho de flor na janela... Me chama atenção lugares aconchegantes, e extremamente simples.
Penso na vida daquelas pessoas, imagino que elas imaginam que o mundo se resume ali, que a vida é simples assim. Que o sol nasce, que se toma café, que o marido sai para o trabalho, que a mulher cuida de casa e dos filhos, que o sol começa a se por, e elas fecham as janelas, sentam na varanda para verem as estrelas, e para ouvirem a melodia da noite no meio do silêncio, e que adormecem, para acordar o outro dia no etenro vai e vem da vida, que de eterno é só enquanto dura.
Penso se tenho admiração pela simplicidade, vida simples, pessoas simples, me admiram. Ou até uma invejazinha da vida passar mais calma, sem o relógio correr tanto e perecermos loucos desenfreados. Ou por vezes tenho até dó, dó dessas pessoas não terem a oportunidade de conhecer esse mundão, essa diversidade. Uma verdadeira mistura de sentimentos. Então lembro o que diz minha terapeuta espiritual: Não podemos ter tudo na vida.... E eu completo: Podemos ter tudo, AOS POUCOS.
E é pra esse mundinho calmo, silencioso, ao meio do verde e dos passarinhos que quero levar a velha Sil, mas isso quando ela for mais velhinha mesmo.Onde será, não sei só sei que é pra lá que vamos. Um dia !! Porque agora, ainda sou jovem demais !!!!
“Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam."